About rodrigo


Ontem estive no show do Manu Chao. Devo admitir que contrariei meu principio de não ir em shows de quem não seja fãzaço e pagar por isso mais que 20 lascas.

Como imaginei, o espetáculo foi praticamente uma micareta (rsrs), as musicas emendavam umas nas outras e ao final de cada uma, para fazer a passagem, o ritimo acelerava e era uma “puladera” só. No começo isso pareceu um pouco perdido, a platéia não estava entendendo, não era isso que ela conhecia de Manu Chao. Mas com 30 min de show, alguns hits depois, platéia e artista entraram no mesmo ritimo.

30 min é muito para pegar o ritmo de um show, não? Para a maioria dos mortais é sim. Mas Manu show tocou por 2 horas ininterruptas!! Valeu cada centavo, e se ao invés de um kilo de alimento tivessem pedido uma cesta básica, teria levado de bom grado.


Entregar-se ao prazer de ser e ao de estar sendo, são dois desejos da consciência humana.

Enquanto isso a alma nos imortaliza com uma pequena ressalva: não é exatamente a nós que perpetua, mas nossa modificação.



Recebi através de um spam algumas verdades sobre o universo masculino.

Digo masculino porque estas são verdades que todos os homens sabem, mas as mulheres não querem acreditar.

Vamos as verdades: VOCÊ SABIA?

- Que as manequins de loja, se fossem mulheres de verdade, seriam magras demais pra menstruar?

- Que existem no mundo 3 bilhões de mulheres que NÃO se parecem com Super Models? (Jura?)

- Que Marilyn Monroe vestia manequim 46? (e diga-se de passagem, era uma delícia…)

- Que se Barbie fosse uma mulher de verdade, ela andaria de 4 devido as proporções do seu corpo? (Quem nunca se ligou nisso?!?)

- Que a mulher pesa em torno de 60 a 65 kg e veste manequim entre 42 e 46? (Como em quase tudo na vida, o que valem são proporções, NÃO números absolutos)

- Que as modelos das revistas são retocadas por um software de computador chamado Photo Shop? (Me mande uma foto e eu faço vc virar a Gisele)

- Que um Estudo Psicológico feito em 1995 concluiu que 3 minutos passados folheando uma revista de moda causavam depressão, culpa e vergonha em 70% das mulheres? (Precisava de um estudo para descobrir isso?)


PS: Aqui vale umas dicas para receber apenas spams legais:

1 – não repasse nada para quem não te passe coisas legais. 2 – Só repasse o que realmente for muuito legal, no maximo uma vez ao mês. 3 – Envie cada email para pessoas em específico, não para toda a sua lista.

Assim rapidamente os chatos excluirão o seu email da lista de besteiras e vc só receberá email decentes.



Mais uma vez pegue lapis e papel.

Abaixo seguem qualidades que favorecem o desenvolvimento da resiliência. Marque 3 ou 4 qualidades que você usa mais frequentemente.

Pergunte a si mesmo como e com que frequencia você usou ou usa essas qualidades.

( ) Relacionamentos – Sociabilidade de ser um bom amigo e de ter relacionamentos positivos.

( ) Tenho um bom senso de humor.

( ) Direção Interna – Baseio escolhas/decisões internamente (lugar interno de controle).

( ) Perceptividade – Compreensão ou “insight” sobre pessoas e situações.

( ) Independencia – Distanciamento “adaptativo” de pessoas e situações “não saudaveis”/autonomia

( ) Visão positiva do futuro – Otimismo, ter esperança de um futuro positivo.

( ) Flexibilidade – Consigo me adaptar á mudança; consigo flexibilizar conforme a necessidade e lidar positivamente com as situações.

( ) Amor ao aprendizado – Tenho capacidade e amo aprender.

( ) Auto-motivação – Tenhon iniciativa e motivação internas.

( ) Competencia – Sou “bom em alguma coisa” / tenho competencia pessoal.

( ) Auto-valorização – Sinto que tenho valor e tenho aouto-confiança.

( ) Espiritualidade – Tenho fé em algo maior

( ) Perseverança – Não desisto apesar das dificuldades

( ) Criatividade – Eu me expresso através de atividades criativasou artisticas.

Se você não conseguiu assinalar nem 3 opções e não se importa com isso, você não é resiliente, é conformado.

Pegue as caracteristicas que assinalou e pense como pode aplica-las melhor.

Das caracteristicas que não assinalou, escolha uma ou duas que gostaria de desenvolver e não procrastine.

O que é procrastinar? Isso é outro post…

fonte: Ruymara Teixeira, pedagoga e amiga



Assisti ao excelente filme “A Fabulosa historia de Benjamim Button”. Não estou aqui pra fazer resenha de filme, vá, assista e veja pessoalmente que o filme é fodão. Tão fodão que me fez colocar a cachola pra trabalhar.

O tal do Benjamim nasce velho e vai rejuvenescendo ate morrer (meu sonho dourado, logo após voar) e nesta incrível jornada vai relatando num diário a sua vida. Sem perceber, ele vai entrando e fazendo parte da vida das pessoas. Veja bem, fazendo parte e não marcando. Ninguém percebe o seu problema, ele não é uma peça rara no meio do mar de pessoas naquelas vidas, é só mais um.

Mas, mesmo assim, o marinheiro mostra para ele a sua arte da tatuagem, a velha pianista o ensina a tocar e a sua namorada bailarina dança para ele.

Comecei a pensar que tive uma namorada bailarina que nunca dançou para mim e uma massagista que nunca me fez uma massagem.

Todos relacionamentos muito intensos. Mas agora talvez perceba que a intensidade criou uma barreira para a participação. E não vou negar que a culpa não seja bem minha.

Acho que começarei a deixar de marcar a vida das pessoas e participar delas.

E no meio disso tudo, me pego aqui, querendo apenas um texto de uma jornalista ou um sinal de fumaça…